Divinut Indústria de Nozes Ltda

Divinut trazendo novidades e fazendo bonito na Expodireto 2015

Data: 15/07/2016
Divinut trazendo novidades e fazendo bonito na Expodireto 2015
Divinut trazendo novidades e fazendo bonito na Expodireto 2015

Expodireto: Invento para recolher nozes facilita trabalho e vira atração

Duas invenções estão chamando a atenção do público que passa pela parcela Florestas Comerciais. O Globonut, como foi batizado um recolhedor de nozes que está sendo apresentado pela primeira vez na 16ª edição da Expodireto, promete facilitar a vida dos produtores da fruta. Complementando a primeira invenção, o Quebra-Nozes Serelepe é uma forma de incentivar o consumo de nozes pelas famílias dos produtores. 

O Globonut foi desenvolvido pelo empresário Edson Roberto Ortiz, que produz, comercializa mudas de nogueiras e presta assistência técnica a produtores da fruta. Ele identificou a dificuldade que os agricultores encontravam para colher as nozes, já que elas precisam ser recolhidas do chão, o que causa grande esforço físico e exige cuidados com a coluna, além de demandar a contratação de mais mão-de-obra, dificuldades que causavam desinteresse pela variedade. 

O colhedor de nozes é um globo oval formado por tiras curvas de arame de aço presas a um cabo de madeira. Ao serem pressionados contra as cascas duras das frutas, os arames se abrem e e as nozes vão para o interior do globo. Para fazer a colheita a pessoa precisa apenas passar o colhedor sobre o solo onde estão depositadas as frutas, em um movimento que pode ser comparado ao de um aspirador de pó. Uma pessoa, utilizando o Globonut, consegue realizar o trabalho de outras 10 na colheita sem demandar esforço excessivo, já que realiza todo o trabalho sem precisar assumir uma postura inadequada. 

Outro invento sendo apresentado ao público no espaço da Emater/RS-Ascar, o Quebra-Nozes Serelepe é uma peça de madeira de guajuvira, feita com sobras da fabricação de pás, que além de quebrar a casca das nozes com facilidade, ainda pode ser uma peça decorativa. Seu funcionamento é muito simples, basta colocar a fruta no interior do utensílio e girar as extremidades.

"O cultivo de nozes pode ser realizado junto de outras atividades e ser uma fonte extra de renda ao produtor, mas como demandava a contratação de mão-de-obra para a colheita, uma atividade muito penosa, acabava sendo deixada de lado. Existem alguns equipamentos importados que fazem este trabalho, mas são muito caros e não estão à venda no Brasil, por isso fomos atrás dessas soluções simples e baratas, que vão facilitar a vida do agricultor. Aqui na Expodireto fizemos a primeira demonstração do funcionamento ao público. O lançamento, já disponibilizando os equipamentos para a venda acontecerá na Expoagro Afubra, no final deste mês", destaca Ortiz. 

As invenções podem ser conferidas até a próxima sexta-feira (13/03) no Espaço da Emater/RS-Ascar na Expodireto, que acontece no Parque da Cotrijal em Não-Me-Toque, onde também estão abertas para a visitação outras oito parcelas: Bovinocultura de Leite, Horticultura e Fruticultura, Cozinha Didática, Secagem e Armazenagem de Grãos, Piscicultura, Horto de Plantas Bioativas, Turismo Rural e a Propriedade Rural Sustentável. 


Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar na Expodireto
Mateus de Oliveira 
51 9918 6934
imprensa@emater.tche.br 

Leia também: